Nalanda Aracaju

Conheça a si mesmo e conhecerá os outros

“Conheça a sua mente e o seu corpo e você conhecerá os dos outros também. Nossa expressão facial, nosso modo de falar, nossos gestos, ações, tudo deriva do nosso estado mental. Um Buda, um ser iluminado, pode ler essas manifestações porque ele passou, com sabedoria, por essas experiências e reconhece os estados mentais que as alicerçam: como os velhos sábios que, tendo passado pela meninice, entendem o jeito das crianças.

Este autoconhecimento difere da memória. Uma pessoa idosa pode ser clara internamente e confusa com relação às coisas externas. Aprender em livros pode ser muito difícil para ela, porque esquece nomes, rostos e assim por diante. Talvez saiba muito bem que quer uma tigela mas, por falha na memória, pode em vez disso pedir um copo.

Se você constata o aparecimento e o desaparecimento desses estado mentais e não se apega a esse processo, deixando que tanto a felicidade como o sofrimento sigam o seu curso, um renascimento mental está cada vez mais próximo. Deixando que eles sigam seu curso, você pode até chegar a um estado infernal sem se perturbar muito, porque lhe conhece a transitoriedade. através da prática correta, você deixa que esse velho karma se desgaste. Sabendo como as coisas vêm e se vão, você deve deixar que elas sigam o seu rumo. É como ter duas árvores: se adubar e regar uma e não cuidar da outra, não há dúvida sobre qual vingará e qual morrerá.”

KORNFIELD, Jack & BREITER, Paul (orgs.) Uma tranquila lagoa na floresta – meditações de Achaan Chah. Trad. Cecília Casas. Ed. Pensamento, São Paulo, 9a. ed., 1999, p. 90.