Nalanda Aracaju

Nossos Professores

Qual a importância de um mestre no Buddhismo Theravada?

No Theravada a tendência geral é de ver o professor/mestre como kalyana mitta, um “bom amigo” na senda espiritual, alguém com maior prática no caminho e que pode ajudar a compartilhar investigações e descobertas no caminho espiritual.Nesse sentido, o professor/mestre não é algo absolutamente essencial, apesar de poder ser bastante útil, nem é fonte de graças celestiais, transmissões secretas ou objeto de culto ou devoção. Seu papel se aproxima mais daquele que o Buddha ou seus disípulos diretos apresentam no Cânon Pali, papel que pode ser diferente de como é apresentado em outros cânones.À medida que o professor/mestre no Theravada não dará ao aluno qualquer coisa “especial”, nem é presença fundamental para catalisar uma transformação espiritual sem o qual isso não seria possível, então a atitude para com o professor/mestre no Theravada é mais de agradecimento pela bondade em compartilhar seu conhecimento/experiência do que uma atitude de devoção.Enquanto que esta é uma atitude geral, é claro, que pode haver esse ou aquele lugar/pessoa com uma atitude diferente. Parece-me, pessoalmente, que uma ou outra atitude tem seus méritos e desvantagens.

Cordialmente

Ricardo Sasaki

http://nalanda.org.br

Dh. Dhanapala

Ricardo Sasaki recebeu a aprovação para ensinar do Venerável Aggamahapandita Rewata Dhamma Sayadaw, um dos mais renomados monges e mestres de meditação e Abhidhamma do século (sendo conhecido como um dos Três Leões do Abhidhamma, a psicologia buddhista), pela linhagem birmanesa do Buddhismo Theravada, recebendo a certificação como Dhammacariya (professor de Dharma – pronuncia-se ‘dhammatchária’).É também o responsável na América do Sul pela veiculação dos ensinamentos do Venerável Ajahn Buddhadasa, o renomado monge e renovador do Buddhismo thailandês pela linhagem das florestas do Buddhismo Theravada. Estudou sob alguns dos mais renomados professores buddhistas, é psicólogo, tradutor, escritor e dirige o Centro Buddhista Nalanda onde ministra aulas e dirige retiros.  Leia mais.


Ajahn Buddhadasa

Buddhadasa Bhikkhu (o Servo do Buddha) tornou-se um bhikkhu (monge buddhista) em 1926, com a idade de 20 anos. Após alguns anos de estudo em Bangkok, sentiu-se inspirado a viver perto da natureza, de maneira a investigar o Buddha-Dhamma. Estabeleceu, então, Suan Mokkhabalarama (O Jardim do Poder da Libertação) em 1932, perto de sua cidade natal. Na época, ele era o único Centro de Dhamma na Floresta e um dos poucos lugares dedicados a vipassana (o cultivo mental que leva ao “ver claramente” a realidade) no sul da Thailândia. O reconhecimento de Buddhadasa Bhikkhu, sua obra e Suan Mokkh, espalhou-se no correr dos anos, de forma que agora eles são facilmente descritos como “um dos eventos mais influentes da história buddhista da Thailândia”. Ajahn Buddhadasa trabalhou incansavelmente a fim de estabelecer e explicar os princípios corretos e essenciais do Buddhismo original. Seu trabalho foi baseado em extensa pesquisa dos textos pali (cânon e comentário), especialmente dos Discursos do Buddha (sutta pitaka), seguido de experimento e prática pessoal com estes ensinamentos. A seguir, ensinava o que quer que ele pudesse verdadeiramente dizer que eliminasse dukkha. Seu objetivo foi sempre o de produzir um conjunto completo de referências para a pesquisa e prática, presente e futura. Sua abordagem foi sempre científica, direta e prática.Tan Ajahn morreu em 1993, mas sua obra permanece como uma luz a indicar o caminho para todos os sérios buscadores da verdade. A Comunidade Nalanda de Buddhismo Theravada é um dos centros reconhecidos no mundo, o único da América do Sul, a continuar nessa exploração segundo suas diretrizes e dar continuidade ao seu pensamento. (veja mais aqui)

Rewata Dhamma Sayadaw
O Venerável Dr. Rewata Dhamma foi um monge Theravada singular, que foi indicado como diretor espiritual do Centro Buddhista West Midlands em Birmingham pelo 16º Gyalwa Karmapa, diretor da Escola Karma Kagyu de Buddhismo Tibetano. Lecionou Buddhismo e meditação em centros de Buddhismo Tibetano em muitos países europeus, tendo convivido com nomes importantes dessa tradição como Tarthang Tulku e Kalu Rinpoche, do qual chegou a receber também ensinamentos.

Além disso, o Venerável Dr. Rewata Dhamma participou freqüentemente de conferências internacionais sobre paz em todo o mundo e de diálogos ecumênicos, já tendo participado de vários simpósios ecumênicos em muitos países. Suas principais atividades foram o ensino do Buddhismo e a meditação vipassana, não apenas no seu vihara em Birmingham, mas em toda Europa, nos Estados Unidos e no Brasil. Amigo pessoal de S.N.Goenka, recebeu também a permissão de ensino na linhagem de U Ba Khin, além daquela de Mahasi Sayadaw.

Em 1975, foi convidado a morar na Inglaterra e estabeleceu um mosteiro buddhista em Birmingham. De lá, ele viajou muito, ensinando Buddhismo e dirigindo retiros de meditação pela Europa, Estados Unidos e Brasil.

Sayadaw assumiu um especial interesse por nossa comunidade, cuidando pessoalmente de vários detalhes importantes em relação ao centro e, após anos de treinamento, conferiu a transmissão do Dharma (Dhamma) ao seu diretor. Sayadaw tinha uma grande consideração por Tan Ajahn Buddhadasa e, como ele, combinava uma rara erudição, grande prática meditativa e uma especial atenção às questões sociais e de aplicação do Dhamma na vida, mantendo igualmente uma visão aberta e ecumênica com relação à variedade das escolas buddhistas.

Rewata Dhamma faleceu inesperadamente em 26 de maio de 2004.  (veja mais aqui)
O choque de seu inesperado falecimento foi ainda maior pois o esperávamos ansiosamente para um ciclo de ensinamentos em julho de 2004.

 


Ajahn Santikaro
Santikaro nasceu em Chicago, EUA. Após formar-se em retórica na faculdade, viajou a Thailândia como parte do Peace Corps trabalhando como professor e inglês. Lá, encontrou o Buddhismo e assumiu os votos de monge Theravada em 1985.

Por muitos anos serviu como tradutor e líder de retiro do Wat Suan Mokkh para o famoso monge thailandês, Ajahn Buddhadasa, cuja obra inspirou toda uma geração de indivíduos socialmente engajados, tanto na Thailândia quanto ao redor do mundo. Foi, por anos, abade do Suan Atammayatarama, um anexo de Suan Mokkh dedicado ao treinamento de monges estrangeiros.

Santikaro tem traduzido a obra de Buddhadasa para o inglês desde então. Ele é o fundador do Thinking Sangha, uma comunidade de pensadores buddhistas socialmente engajados, ligados com ensinamentos sobre a paz e a ética para o mundo contemporâneo. De volta aos EUA em 2001, fundou o Liberation Park, em Oak Park, Illinois, uma comunidade para o estudo e a prática do Dhamma, na trilha dos ensinamentos de Ajahn Buddhadasa.

Santikaro tem um interesse particular no diálogo Cristianismo-Buddhismo e conduziu retiros para religiosos católicos na Thailândia e Filipinas. Por muitos anos foi um amigo especial da World Community for Christian Meditation (WCCM). Participou das peregrinações Way of Peace lideradas pelo Padre Laurence Freeman e pelo Dalai Lama em Bodhgaya; Florença, Itália; e Belfast, Irlanda; e contribuiu com um artigo para o 25o. aniversário do Boletim da WCCM (“Meditando com as Irmãs Filipinas”.) Em outubro de 2000 ele foi um dos palestrantes da John Main Conference em Belfast.

Santikaro é um amigo de longa data da Comunidade Nalanda e de seu diretor, tendo estado no Brasil em 2003, 2006, 2007  e 2008.

Veja aqui uma seleção de links sobre Ajahn Santikaro

 

 

 

“Adhuvam jivitam, dhuvam maranam

A vida não dura muito, a morte é duradoura

 

Ajjeva kiccamatappam, ko janna maranam suve

Esforço é o dever de hoje, mesmo amanhã a morte pode vir

 

Na hi no samgarantena mahasenena maccuna

Pois está além de nossas forças, atrasar a morte e seu grande exército.”

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *